Especialista em gestão de pessoas fala da busca pelo emprego e teletrabalho durante a pandemia de coronavírus no TBC 1

Principal dica de Eduardo Dehira a quem procura por emprego é se adaptar às tecnologias e novas formas de trabalho, como o teletrabalho, cuja palavra-chave para funcionar é a autogestão

A apresentadora Danila Bernardes e o professor e consultor da área de gestão de pessoas Eduardo Dehira, nos estúdios da TBC

Professor e consultor da área de gestão de pessoas, Eduardo Dehira foi o convidado desta terça-feira,14, do quadro Bate Papo do Dia do telejornal TBC 1, da TV Brasil Central. Ele conversou com a apresentadora Danila Bernardes sobre desemprego e teletrabalho, duas realidades marcantes no dia a dia das pessoas durante a pandemia de coronavírus.

Na primeira parte da entrevista, Dehira falou da importância de a pessoa que está desempregada não se acomodar durante a reclusão pela pandemia. “A pessoa não pode achar que está em férias, precisa aproveitar esse tempo para se preparar, fazendo cursos online. Hoje, as plataformas online nos dão um suporte muito bom de aprendizagem”, afirmou o consultor.

Eduardo Dehira lembrou também que, mesmo na parada da economia durante a pandemia, têm surgido oportunidades de trabalho, principalmente nos segmentos que seguem funcionando, como as áreas de alimentação e saúde.

Segundo ele, são vagas que podem ser preenchidas inclusive por quem não tem formação nessas áreas. “Para isso é preciso abrir a mente para novas tecnologias e novas formas de trabalho. Essa crise vem para nos ensinar muito sobre modelos de trabalho, que estão mudando muito, o que nos leva cada vez mais a se adaptar, adaptação é a palavra-chave”, disse.

A primeira parte da entrevista pode ser vista na íntegra abaixo:

Teletrabalho

Antes mesmo da crise provocada pelo coronavírus, o teletrabalho já vinha como tendência nas relações de trabalho em todo o mundo. E uma pesquisa do IBGE aponta que essa tendência deve se acelerar em 30% no Brasil durante o isolamento social e a parada de muitas atividades econômicas por causa da pandemia.

“Nos grandes centros da Europa, Estados Unidos e do Brasil, como em São Paulo e Rio de Janeiro, isso já é comum para várias empresas. Acredito que a pandemia vai transformar isso numa cultura em todo o mundo. As próprias empresas vão reavaliar seus quadros funcionais e ver quem pode e quem não pode fazer ‘home office’”, disse Eduardo Dehira.

Respondendo a perguntas dos telespectadores, Dehira deu dicas de como organizar o ambiente de trabalho em casa para não ter interferência da família, filhos e animais domésticos. “Autogestão é importantíssimo nessa hora, organizar tudo, e cronometrar até a hora do intervalo, do lanche, como se estivesse na empresa”, disse. Segundo ele, a questão dos custos do teletrabalho precisa ser acordada com a empresa, de acordo com cada função.

A segunda parte da entrevista também está disponível abaixo:

ABC Digital