Ensino Médio em Goiás terá saúde mental no currículo

1.500 professores estão sendo qualificados para oferecer suporte aos estudantes a partir de 2023

A Secretaria de Educação de Goiás (Seduc) está investindo na formação de 1.500 docentes com o programa “Projeto de Vida e Temática da Saúde Mental nas Juventudes”, em parceria com o Instituto Anima e a Zurich Foundation. Em 2023, objetivo é alcançar 264 mil jovens do Ensino Médio matriculados em escolas de tempo regular, além de 1.434 professores e 690 gestores da rede estadual

“O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, vem desenvolvendo ações de fortalecimento ao protagonismo estudantil”, detalhou Osvany da Costa, superintendente de Ensino Médio da Seduc, durante entrevista exibida nesta quarta-feira (26) no Jornal Brasil Central Edição da Noite. A disciplina Projeto de Vida visa contribuir, fortalecer e apoiar o estudante em suas escolhas pessoais, sociais e profissionais. Para isso, o componente curricular inclui atividades de autoconhecimento, participação social, cidadania e desenvolvimento das competências socioemocionais. A intenção é que os educadores possam compreender melhor suas próprias emoções e conheçam estratégias e metodologias para desenvolver as competências socioemocionais dos estudantes.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.