Em entrevista ao TBC 1, superintendente da Saúde faz balanço da Covid-19 no estado

Para Flúvia Amorim, só isolamento social em pelo menos 50% pode garantir que o sistema de saúde não entre em colapso

A apresentadora Michelle Bouson e a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Flúvia Amorim, nos estúdios da TBC

O número de casos confirmados de Covid-19 segue em ascensão em Goiás, segundo o último boletim epidemiológico diário da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Já são 6.650 casos e 180 mortes até o momento.

Em entrevista por videochamada ao telejornal TBC 1 da TV Brasil Central nesta quarta-feira, 10, a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Flúvia Amorim, disse que os números seguem dentro do previsto pelos estudos de pesquisadores da UFG e repetiu o alerta.

“Se pudéssemos fazer uma comparação, diria que estamos na metade da montanha e ainda não atingimos o nosso pico de casos. Isso quer dizer também que chegar a um isolamento social de no mínimo 50% deve ser uma preocupação de todos, para não colapsarmos o sistema de saúde no final de julho, como também preveem os estudos da universidade”, disse Flúvia.

Ela comentou ainda o aumento de casos pelo interior do estado, destacando Rio Verde, que é hoje o município com o maior crescimento proporcional de infectados pelo novo vírus. Segundo ela, isso se deve também ao aumento no número de testes na cidade, realizada pela prefeitura em parceria com empresas privadas locais.

Confira a entrevista completa:

ABC Digital