Diário da Manhã destaca modernização que acontece na ABC

Matéria de uma página, divulgada no dia 14 de abril, mostrou com detalhes todo o trabalho de renovação e melhoria que acontece nos veículos de comunicação da Brasil Central

A Agência Brasil Central (ABC), com seus veículos de comunicação, conseguiu uma importante virada de mesa, na atual administração de Goiás, passando de um órgão fadado à extinção para um pujante complexo de comunicação. Esta foi a conclusão a que chegou a reportagem do Diário da Manhã, intitulada “A modernização da nova Agência Brasil Central” e divulgada no dia 14 de abril. Ela fez uma análise do importante trabalho que a atual direção da ABC veio realizando, sob os auspícios do governador Ronaldo Caiado, especialmente após agosto de 2020, para alavancar a programação, dar melhor conotação ao trabalho e investir na melhoria da programação, com ampliação dos programas locais, e na qualificação do trabalho.

A reportagem constatou que o público notou a mudança e além disso passou a prestigiar os programas nas mais diversas plataformas, sobretudo nas redes sociais: “Somente no canal da TBC no YouTube, por exemplo, os vídeos somam mais de 16 milhões de visualizações e cerca de 110 mil inscritos – ante 19 mil em agosto de 2020”. E também que enquete feita no YouTube demonstrou que 97% das pessoas votantes aprovaram o jornalismo da TBC. As mudanças chamaram a atenção do governador, que recentemente inaugurou dois estúdios multimídia e viu de perto o trabalho desenvolvido pelos 350 colaboradores da ABC. Entusiasta, comandante e apaixonado pelo trabalho que vem realizando à frente da ABC, o presidente Reginaldo Júnior disse que aprendeu a ser comunicador trabalhando na Brasil Central e, agora na direção, via ser inaceitável uma pequena produção de conteúdo, por isso buscou “ampliar o diálogo junto à comunidade, honrando cada centavo do dinheiro público”.

ABC Digital

Confira o texto na íntegra

A modernização da nova Agência Brasil Central

Autarquia se reinventa e recupera credibilidade ao criar novos conteúdos e modernizar estúdios multimídia

QUINTA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2022
Redação

Ronaldo Caiado durante visita às instalações da ABC, em Goiânia
Ronaldo Caiado durante visita às instalações da ABC, em Goiânia

Não faz muito tempo que a Agência Brasil Central (ABC), autarquia do Governo de Goiás responsável pelos veículos de radiodifusão do estado e pela Imprensa Oficial era vista com pouco caso, menosprezo mesmo e havia quem sugerisse que o órgão fosse extinto, mantendo-se apenas o Diário Oficial em funcionamento.

Em uma surpreendente virada de página, e em consonância com a visão do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) de devolver o estado aos goianos, a atual gestão promove desde agosto de 2020 uma série de iniciativas visando potencializar a difusão de conteúdos nos dos gêneros jornalístico, entretenimento e esportivo.

Ao longo de mais de 600 dias, novas atrações foram levadas ao ar na TV Brasil Central, nas Rádios Brasil Central AM e FM e na ABC Digital, preenchendo espaços até então ociosos e reforçando a proximidade junto aos anseios da comunidade.

O público não somente notou a mudança, como passou a prestigiar os programas nas mais diversas plataformas, sobretudo nas redes sociais. Somente no canal da TBC no YouTube, por exemplo, os vídeos somam mais de 16 milhões de visualizações e cerca de 110 mil inscritos – ante 19 mil em agosto de 2020.

Em uma enquete feita recentemente no YouTube, o Jornalismo da TBC foi aprovado por 97% do público votante, o que atesta a simpatia do público com o conteúdo veiculado, principalmente durante os debates conduzidos no “Jornal Brasil Central – Edição da Tarde”.

Danuza Azevedo, Eva Taucci e Débora Moraes: protagonismo feminino no jornalismo da Brasil Central

Os canais do WhatsApp da TBC recebem milhares de mensagens ao longo do mês, especialmente demandas da população a serem veiculadas no “Bronca do Povo”, quadro que permite a apresentação de problemas do cidadão, de modo a reforçar a cobrança sobre as autoridades para a resolução dos percalços do povo.

De um órgão pouco valorizado, palco de escândalos, alvo de mandados de busca e apreensão e até mesmo de prisão de dirigentes por suspeitas de corrupção e improbidade administrativa, a ABC e seus veículos reinventaram-se e reconquistaram o respeito e a credibilidade junto à sociedade goiana.

A revolução engendrada na autarquia chamou a atenção do governador Ronaldo Caiado, que viu de perto o trabalho desenvolvido pelos cerca de 350 colaboradores da ABC durante a inauguração de dois estúdios multimídia e a vistoria da reforma do estúdio-auditório da Rádio Brasil Central AM no mês passado.

“Preciso enaltecer a garra e a vontade de vocês em construir e devolver a TV e as rádios, que tanto atenderam à população ao longo do tempo, mas que infelizmente foram duramente dilapidadas nas últimas duas décadas, assim como o patrimônio do nosso Estado de Goiás”, salienta Caiado.

Apaixonado pela Brasil Central desde o início dos anos 2000, quando era assistente de estúdio da TV Brasil Central, o presidente da ABC, Reginaldo Junior não se contentava com a subutilização e até mesmo desprestígio das emissoras, tratadas com descaso nos últimos anos.

“Como comunicador que aprendi a ser nesta casa, era inaceitável ver a ABC com uma produção mínima de conteúdo, ainda que no contexto da pandemia. Tomando todos os cuidados necessários, buscamos ampliar o diálogo junto à comunidade, honrando cada centavo do dinheiro público”, frisa Junior.

Modernização

Os estúdios das Rádios Brasil Central AM e FM estão em processo de modernização, transformando-se em estúdios multimídias, com possibilidade de transmissão de vídeo tanto pela TV quanto online ou mesmo aptos a produção de podcasts. Três já foram finalizados e o estúdio-auditório está em processo de reforma, com finalização prevista para abril de 2022.

Dois desses estúdios multimídia, anteriormente desativados, custaram cerca de R$ 30 mil. O primeiro estúdio multimídia inaugurado, onde atualmente são realizados diversos programas, estava com as obras paradas há meses e foi entregue cerca de 90 dias após a assunção da atual gestão da ABC.

Entre os projetos serão voltados à modernização do sistema irradiante da TV e das rádios, com a aquisição de novos equipamentos de transmissão de sinais para a Grande Goiânia e a digitalização das estações repetidoras do interior, priorizando importantes municípios do estado.

Paulo Beringhs e Rafael Vasconcelos: espaço privilegiado ao debate de ideias na programação jornalística

Novos equipamentos foram ou estão sendo adquiridos e permitirão a mobilidade nas transmissões de diversos eventos, aumentando o potencial das coberturas jornalísticas. Aliás, falando nisso, os departamentos de Jornalismo da TV e das rádios hoje são integrados, permitindo assim maior eficiência no trabalho desempenhado e redução de custos.

“A integração é uma palavra de ordem aqui no Brasil Central e não faz mais sentido que jornalistas atuem isolados em uma mesma organização e que cada veículo envie um profissional. A ordem do governador na utilização do dinheiro público é clara e será cumprida à risca aqui na ABC”, finaliza Reginaldo Junior.

Visando a produção de conteúdos nativos ao universo digital foi criado no âmbito da ABC o Departamento de Multimídia, que será responsável pela produção de conteúdos específicos nas redes sociais, como podcasts e videocasts. A produção de conteúdo nativo para a internet é uma tendência mundial irreversível e cada vez mais presente em todo o mundo.

Parcerias

Devido à pandemia do coronavírus, foi firmado um termo de cooperação com a Secretaria de Estado da Educação para a veiculação ao vivo de teleaulas voltadas ao estudantes dos ensinos fundamental e médio.

A atual gestão, em parceria com a Seduc, ampliou a cooperação, permitindo a implantação de quatro estúdios em área anteriormente ociosa, expandido a capacidade de produção de conteúdos educacionais visando o ensino técnico e a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Cerca de 200 famílias estão sendo beneficiadas com aulas de iniciação esportiva, em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer, no campo de futebol instalado na sede da ABC, em Goiânia.

Reginaldo Junior, presidente da ABC: “Buscamos ampliar o diálogo junto à comunidade, honrando cada centavo do dinheiro público”

Outra parceria é o “Retomada em Conexão”, produzido em parceria com a Secretaria da Retomada, com foco nas ações governamentais de promoção da atividade econômica do estado. O programa é transmitido aos sábados, após a Edição da Tarde do Jornal Brasil Central.

Redução de custos economiza milhares de reais

Colocando em prática a política de austeridade do Governo de Goiás, a atual gestão empreendeu uma série de ações visando a redução de gastos, porém mantendo a prestação de serviços e até mesmo ampliando a capacidade de produção de conteúdo nas mais diversas plataformas.

O contrato anterior de transmissão de eventos jornalísticos ao vivo, por exemplo, era limitado a 1 hora por dia e custava R$ 75.531,04 mensais, totalizando R$ 906.531,50 anuais. O certame sofreu vários aditivos ao longo dos anos, tendo sido questionado por órgãos de controle.

O atual contrato, uma solução integrada de serviços ponto a ponto, permite a transmissão de 12 horas diárias de transmissão ao vivo e abarca ainda a utilização de câmeras IP em 20 pontos estratégicos de Goiânia e outras partes do estado, plataforma de transmissão on demand e aplicativos para smartphones. O custo total é de R$ 234.600,00 ao ano – R$ 19.550,00 mensais.

Na gestão anterior, em 2018, o cenário das duas edições do então TBC Notícias – hoje Jornal Brasil Central – custou R$ 151 mil. Houve calote no apagar das luzes da administração 2015-2018 e o débito foi liquidado somente no segundo semestre de 2020.

A atual gestão implantou 6 cenários, englobando painéis e mobiliários, ao custo total de R$ 70 mil, sem descuidar da estética artística de qualidade atinente a uma emissora de televisão. Foram estreados na ocasião os programas “Boa Noite Goiás”, “Programa de Quinta”, “TBC Debate”, “TBC Pop” e “O Mundo em Sua Casa”.

Apenas um estúdio de TV estava em perfeitas condições, enquanto os demais estavam até mesmo sem lâmpadas ou sistema ativo de ar condicionado. Atualmente são seis estúdios em operação, com as mais diversas configurações e usos.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.