Deputada mais votada detalha seu trabalho na Câmara em defesa da mulher

Deputada federal mais votada por Goiás, Silvyê Alves disse que vai buscar a união da bancada das mulheres no Congresso Nacional, para propor mudanças na legislação, com vistas a endurecer ainda mais a legislação que pune os agressores de mulheres

Estreante na política, Silvyê Alves foi a deputada federal eleita em Goiás com a maior votação, mais de 250 mil votos, pelo União Brasil, defendendo uma plataforma capitaneada pela defesa dos direitos da mulher. Ela esteve hoje, 10, no Jornal Brasil Central, onde falou que atuou para vencer, mas não esperava uma “votação tão expressiva”, por isso vai trabalhar para “honrar cada voto”. Explicou como muitas vezes se surpreendeu com a boa receptividade de seu nome e de sua campanha e como pretende agir para mudar a legislação, com o intuito de penalizar ainda mais os crimes contra as mulheres.

“Eu sempre defendi as mulheres. Minha narrativa na TV Record sempre foi em defesa das mulheres, a ponto de a gente se emocionar. Teve uma semana, você também noticiou aqui, que teve a morte de cinco mulheres. A gente conseguiu melhorar a área da segurança, melhorar a atuação da patrulha Maria da Penha, mas a gente não está conseguindo evitar a morte dessas mulheres”, resumiu, observando que os agressores precisam ficar presos e espera unir a bancada das mulheres na Câmara Federal, com o apoio masculino, “para mostrar que no Brasil é a família que está sendo morta e a gente mudar o Código Penal Brasileiro”, para considerar “gravíssimo” o crime de ameaça às mulheres.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.