Complexo de Inovação Rural da Emater será inaugurado na primeira quinzena de abril

O anúncio é do presidente da instituição, em entrevista à RBC; Emater celebra hoje 62 anos de existência com trajetória que se confunde com o desenvolvimento da agropecuária de Goiás

A Agência Goiana de Assistência Técnica e Extensão Rural de Pesquisa Agropecuária (Emater-GO) celebra 62 anos de existência nesta quarta-feira, 3, com uma trajetória que se confunde com o desenvolvimento da agropecuária goiana. Na oportunidade, o presidente da instituição, Pedro Leonardo Rezende, anunciou que o Complexo de Inovação Rural da Emater será inaugurado na segunda quinzena de abril, fato considerado um marco na sua história.

O anúncio foi feito durante entrevista concedida ao programa O Mundo em sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM. Segundo Pedro Leonardo, será um grande centro de inovação rural, com os objetivos de desenvolver tecnologias, e promover capacitação, cursos e treinamento. Contará com uma grande estrutura: um espaço de capacitação, uma sede administrativa totalmente reformulada, além de cinco laboratórios para a condução de pesquisas agropecuárias voltadas à agricultura familiar.

“Esse grande complexo, sendo entregue agora em abril, celebra o marco nessa grande história da Emater, um marco de reestruturação, que é a determinação do nosso governador, que é o que a própria sociedade espera da Emater, uma instituição pública de difusão de tecnologia”, afirmou.

Bons serviços

Ele acrescentou que, nesses 62 de existência, a Emater contabiliza bons serviços prestados, principalmente aos agricultores familiares goianos, contribuindo assim para que Goiás se consolidasse como grande expoente na produção de alimentos.  E reafirmou que todo o trabalho conduzido atualmente é direcionado ao atendimento das necessidades desses produtores.

Goiás tem aproximadamente 152 mil propriedades rurais, das quais 90 mil são caracterizadas como propriedades rurais familiares, ou seja, 60% dessas propriedades são familiares, citou.

“A Emater, como instituição pública de assistência técnica e extensão rural, tem a preocupação de levar tecnologias que possam possibilitar a melhoria da renda das propriedades rurais, principalmente as pequenas propriedades rurais de Goiás”, destacou.

Crédito rural

Pedro Leonardo Rezende confirmou que o crédito rural é um dos pilares do desenvolvimento da agricultura familiar. E a Emater tem trabalhado incisivamente nesse processo, disse. De acordo com ele, no ano passado a Emater realizou mais de 1.200 projetos para captar crédito rural, o que permitiu um aporte de mais de R$ 160 milhões em crédito rural diretamente na economia dos municípios goianos.

Salientou ainda que esse recurso é utilizado dentro da microeconomia das regiões, do próprio município, beneficiando o produtor rural e a população urbana das localidades. E aproveitou para convidar todos os agricultores familiares para visitarem as unidades da instituição, que está presente em todos os municípios goianos.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.