Cinturão da Moda vai levar emprego e renda da capital para o interior

Para o governador Ronaldo Caiado, “não existe nenhum outro setor com a capacidade de gerar tanto emprego como as confecções”

 

O Cinturão da Moda foi lançado na última quarta-feira (9) com a presença do governador Ronaldo Caiado. O novo programa vai levar trabalho e renda da capital para o interior goiano. Na ocasião, o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Joel Sant’Anna, disse que essa oportunidade foi aberta pelos empresários da Região da Rua 44, em Goiânia, para que o Estado pudesse abrir novos postos de trabalho. A solenidade de lançamento do Cinturão da Moda foi transmitida na íntegra no programa Goiás na Brasil Central, pela TBC.

A região da 44 possui 16 mil confecções e muitos empresários têm dificuldade para encontrar mão de obra qualificada, conforme reportagem veiculada em O Mundo em sua Casa. O Cinturão da Moda entra em cena para ajudar os empresários e também as prefeituras, levando qualificação e trabalho para o interior. “Não existe nenhum outro setor com a capacidade de gerar tanto emprego do que confecções instaladas, podendo fazer com que aquilo que já é reconhecido nacionalmente como a 44 possa ser ampliado, gerando em vários municípios de Goiás milhares e milhares de empregos”, afirmou o governador Ronaldo Caiado.

Bela Vista é uma das quatro cidades-piloto selecionadas para participar da primeira fase do Cinturão da Moda. A prefeita do município, Nárcia Kelly, acredita que a moda vai transformar a vida das mulheres bela-vistenses. Cristianópolis, Acreúna e Ipameri também vão participar do programa, que tem como objetivo incluir outras cidades no ramo das confecções.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.