Cidades turísticas terão barreiras sanitárias no feriado em Goiás

Presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral apela ao turista respeitar os protocolos contra a Covid e não viajar sem reserva em hotéis ou pousadas

A apresentadora Michelle Bouson e o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, nos estúdios da TBC

Os principais destinos turísticos de Goiás vão adotar barreiras sanitárias durante o fim de semana prolongado em função do feriado do Dia da Padroeira do país, na próxima segunda-feira, 12. Com isso, o turista terá a temperatura corporal medida na entrada da cidade e terá que apresentar comprovante de reserva em hotel ou pousada.

O objetivo é conter a possibilidade de crescimento da contaminação por coronavírus, já que o feriado anterior, de 7 de setembro, acabou provocando aglomerações nas cidades goianas mais procuradas pelos turistas. Para comentar como será feito esse trabalho nas cidades, o presidente da Agência Goiana de Turismo (Goiás Turismo), Fabrício Amaral, participou nesta quarta-feira, 7, do Bate-papo do Dia no telejornal TBC 1 da TV Brasil Central.

Ele conversou com a apresentadora Michelle Bouson e disse na primeira parte da entrevista que todas as cidades turísticas de Goiás terão barreiras sanitárias e reforço no efetivo de fiscalização e controle por parte da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Ministério Púbico, com apoio de vários órgãos do governo e das prefeituras das cidades mais procuradas pelos turistas.

“O que pedimos encarecidamente a todos é que respeitem os protocolos de segurança contra a Covid, respeitem as reservas, não vão para os destinos sem ter reservas [em hotéis ou pousadas], não vão se aventurar, nós ainda vivemos um momento muito preocupante”, disse o presidente da Goiás Turismo em relação à continuidade da pandemia no país.

Voos internacionais

Na segunda parte da entrevista, o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, falou das possibilidades de desenvolvimento que se abrem ao turismo no estado com a ampliação do aeroporto da capital para voos internacionais. “Com a homologação da Anac [Agência Nacional de Aviação Civil], tanto para passageiro quanto para cargas, a gente consegue ampliar oportunidades de negócios em todas as vertentes, não só no turismo”, afirmou.

De acordo com Amaral, a Goiás Turismo já negocia com as companhias aéreas a ampliação de rotas de Goiânia para vários destinos, com reforço especial para a aviação regional. Seriam voos diretos de Goiânia para capitais e cidades das regiões norte e sul do país. Ele cita ainda a possibilidade de Alto Paraíso receber um aeroporto para fomentar o turismo da região da Chapada dos Veadeiros.

ABC Digital