Caiado faz live de agradecimento e diz que Goiás está no caminho certo no combate à Covid-19

Governador aproveitou o momento para agradecer a Deus pela permanência de Luiz Henrique Mandetta no cargo do ministro da Saúde

Governador Rolando Caiado, em live realizada pela ABC

Uma live de agradecimento foi o que vimos hoje, 7, do governador Ronaldo Caiado, direto do Palácio das Esmeraldas, em cadeia das emissoras da Agência Brasil Central (ABC), observando também que Goiás está no caminho certo e se destacando em nível nacional. Ele citou todo o pessoal das áreas de Saúde, Assistência Social, Educação, Polícia Militar e também empresários, funcionários públicos, associações e entidades que estão ajudando no combate à proliferação do novo Coronavírus (Covid-19) em Goiás e colaborando com recursos e doação de alimentos para ajudar, neste momento de isolamento social decretado pelo governo do Estado, às famílias mais carentes do Estado. A entrevista foi comandada pelo radialista Daniel de Paula.

No início, Ronaldo Caiado agradeceu a Deus a manutenção de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde, situação que corria risco ontem, depois de algumas insinuações do presidente da República Jair Bolsonaro. “Isso trouxe tranquilidade, a hora é complexa e o momento delicado. Trocar o ministro seria inquietar a população. O Ministério da Saúde tem dado conta de realizar um trabalho competente e que coloca o Brasil como exemplo mundial no combate à Covid-19. Foi feita uma avaliação agora dos países e como estamos combatendo. Com toda dificuldade nossa, até agora o Brasil é colocado como referência no combate ao novo corona”, afirmou.

Outro ponto destacado pelo governador foi o de que Goiás continua em primeiro lugar com isolamento social e isso “faz com que mantenhamos o crescimento da curva da Covid-19 numa tendência que é suportada pelos hospitais. Agradeço a população do Estado de Goiás por isso também”. Fez uma homenagem a todo pessoal da Secretaria da Educação, à Secretária Fátima Gavioli, equipe que, segundo ele, tem dado orgulho e “que implantou um sistema de aula à distância e a matéria está chegando à casa dos alunos, eles não estão perdendo tempo, é fundamental esse apoio. Acho que os pais estão gostando. É um período de pandemia, para que não haja a contaminação e dissemine o vírus. As crianças sendo atendidas no que elas precisam e isso vai ampliar o nível cultural e o vocabulário, dá conhecimento a elas e é fator importante na vida futura.”

Agradeceu também à Polícia Militar e ao pessoal do Cadastro de reserva da PM de 2012, que não mediram esforço e entregaram mais de 200 cestas, às TVs Record, TV Sucesso Rio Verde, TV Serra Dourada, cada uma com mais mil doações de cestas, e confirmou que aos poucos vai agradecendo, se comprometendo a nas próximas lives apresentar uma lista completa das doações e ajudas que vem recebendo.

Flexibilização

O governador disse ainda que depois do dia 19 de abril, quando vence o atual decreto de isolamento social, deve retomar a flexibilização. “Existe um Comitê de crise, composto por secretários, que está avaliando de que maneira e quais segmentos da sociedade e setores da economia poderão ter a atividade retomada”, afirmou Caiado, observando que será levada em conta a diversidade do tipo de comércio, e que haverá um protocolo para a volta gradual ao trabalho, com as regras exigidas pelo Ministério da Saúde, como, por exemplo, o obrigatório uso de máscara e quais regiões. “Não será igual para todas as regiões. Há informações de municípios que estão na meta. Mas Goiânia, por exemplo, nos preocupa. Estava com 50% de isolamento e, se baixar, vai ser difícil liberar”, assinalou, acrescentando que o mesmo se verifica para a região do Entorno do Distrito Federal, que também preocupa.

“O Entorno do DF será mais difícil porque pode haver um crescimento da contaminação. Vamos usar as ferramentas que possam auxiliar nisso aí. Vamos gradualmente. Amanhã, se houver um crescimento abrupto, podemos voltar o isolamento. Precisamos calibrar isso a partir do dia 19. Temos propostas para avançar nesse sentido, com avaliação dos secretários, argumentou.

Informou que ontem a OVG e a área social do governo iniciaram a entrega de cestas básicas, atendendo as pessoas mais carentes, para que possam ficar em casa e terem a garantia da alimentação. Elogiou o método de distribuição, que evita aglomeração. Falou também dos mais de 13 mil testes rápidos que o Ministério da Saúde vai disponibilizar a Goiás, mas que ainda não chegaram. Ao chegarem, confirmou, mandará 20 desses kits ao Lacen, para que ele possa testar esses kits rápidos, assinalando que “precisamos de testes confiáveis, para não acontecer como na Inglaterra que deu muito falso negativo e as pessoas estavam contaminadas”. Afirmou que aqui serão testados os testes e, a partir daí, pode-se saber para que regiões serão enviados, sendo prioritárias aquelas com mais riscos de contaminação, como Goiânia e o Entorno DF.

A íntegra da live está disponível da página da RBC FM no Facebook.

ABC Digital