Caiado faz gesto a empresários, passando recolhimento do ICMS para o dia 10

Segundo o governador, em função das dificuldades da economia, hoje é um ajudando o outro e isso vai ajudar os empresários no seu fluxo de caixa

Para ouvir as demandas do setor e tomar algumas medidas que melhorem o fluxo de caixa das empresas comerciais e de serviços que atuam em Goiás, a Secretaria Estadual de Economia de Goiás organizou um encontro com representantes da Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio). Uma das medidas tomadas foi a autorização do governador Ronaldo Caiado, via decreto, que passou o recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do dia 5 para 10 do mês, alargando em mais cinco dias o prazo para o recolhimento e proporcionando um desafogamento financeiro às empresas. O radiotelejornal O Mundo em sua Casa desta quarta (27) trouxe matéria sobre o assunto.

Em sua fala, o governador enfatizou a disposição do governo de Goiás em ajudar os empresários nessa empreitada, para garantir o desafogamento financeiro, mais capacidade de investimento, maior fluxo de caixa e melhoria nas condições de atuação. “Como disse nossa secretária da Economia, em nosso fluxo de caixa temos que fazer gestos como esses, cada um ajudando o outro. Hoje eu vou assinar aqui o decreto autorizando, que a partir de agora vocês vão pagar aquilo que têm de pagar ao Estado o ICMS no dia 10 do mês e não mais no dia 5”, sentenciou Caiado.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.