Brasil Central 30 Horas tem balanço positivo

Programação local ininterrupta chegou a 37 horas, com muitos entrevistados especiais, notícias, esporte e entretenimento

Mais um feito inédito e um recorde quebrado. Terminou, na noite desta sexta-feira (19), o Brasil Central 30 Horas, que levou aos telespectadores e internautas mais de 30 horas de programação local ininterruptas, transmitidas dos novos estúdios da TV Brasil Central. O evento teve início às 7h30 desta quinta-feira (18), com o tradicional O Mundo em Sua Casa, e prosseguiu até as 20h30 da sexta (19) com a grade de programação repleta de programas produzidos pela TBC e muitas entrevistas especiais ao vivo dos estúdios da emissora. Foi um período repleto de convidados ilustres, notícias, esporte e entretenimento preparados pela equipe da emissora, formada por jornalistas, radialistas e técnicos.

O presidente da Agência Brasil Central (ABC), Reginaldo Júnior, disse ter certeza de que a equipe teria competência até para atingir mais de 30 horas consecutivas de programação local. “Hoje a gente está dando um passo, acho que é um passo de cada vez, mas a gente tem muita vontade de correr”, declarou. E avisou: vêm muitas novidades por aí. Ele defendeu que temos de ser inquietos. “A gente tem que conquistar ainda mais”, completou. Segundo ele, está ocorrendo hoje na Brasil Central uma revolução de equipamentos, programação e gestão, mas que só é possível porque as pessoas, os profissionais do complexo de comunicação, acreditaram nesse novo momento.

Entre os entrevistados que participaram do evento, o secretário de Estado da Retomada, César Moura, parabenizou toda a equipe durante entrevista concedida por ele ao vivo. “Hoje nós temos na Brasil Central os estúdios e equipamentos para apoiar o jornalismo de qualidade”, afirmou. Ele destacou que nenhuma TV conseguiu antes produzir 30 horas de material a respeito de Goiás. E acrescentou: “A gente não consegue entender qual era o objetivo de não deixar a TBC voar e ocupar o local que ela está ocupando agora. Então parabéns a todos vocês.”

Espaço importante

Na opinião do secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Wellington Matos, a Brasil Central representa um espaço muito importante. “Nós precisamos trazer informações verdadeiras para a população, para que ela tome conhecimento de tudo que nós (do Governo do Estado) estamos fazendo”, argumentou. Ele disse que a palavra-chave do complexo de comunicação é transformação. “Acho que essa palavra tem contaminado, digamos assim, uma contaminação do bem, todos os entes, todas as Pastas do Estado. Nós estamos sim, em um processo de transformação, de inovação, de melhoria, para atender ainda melhor toda a população que precisa do nosso apoio e o Governo está muito atento a isso”, pontuou.

Durante sua entrevista no estúdio-auditório da TV Brasil Central, o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab) e de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, revelou ser um entusiasta da gestão pública nacional. Contou que acompanha sites e redes sociais que tratam do tema gestão pública. E citou o case da Brasil Central nesses últimos dois anos, a revolução promovida pela equipe da ABC, “É algo que entusiasma quem gosta de acompanhar a gestão pública”, ponderou. Pedro Sales apontou a transformação da Brasil Central, do seu clima, atmosfera e infraestrutura. E o resultado obtido, que é a grande audiência de todos os cantos do Brasil e até do exterior. “Isso mostra essa nova cara que vocês estão emprestando aqui, e para nós, que somos aprendizes do serviço público. É sempre uma aula vir aqui à Brasil Central”, ressaltou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.