Bolsa Universitária vai passar a ser Probem e absorver todos universitários que já são beneficiados

Diretora do programa, Rúbia Prado informou que está prevista uma nova seleção de universitários já para o próximo semestre, assim que o Probem for aprovado na Assembleia e sancionado pelo governador

O programa Bolsa Universitária, do Governo de Goiás, coordenado pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) passará a se chamar Programa Universitário do Bem (Probem) e terá várias mudanças. O projeto instituindo as mudanças foi enviado à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) e, segundo o presidente Lissauer Vieira, deverá ser aprovado na primeira quinzena de dezembro. Diretora do programa, Rúbia Prado deu entrevista hoje, 2/12, ao TBC 1 da TV Brasil Central e garantiu os atuais beneficiados da Bolsa Universitária não terão que se preocupar, porque serão migrados automaticamente para o Probem, assim que ele for aprovado e sancionado pelo governador Ronaldo Caiado.

Em solenidade realizada ontem para o encaminhamento do projeto à Alego, a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado disse que esse novo programa é “um conjunto de proteção àqueles que realmente vivem na vulnerabilidade. Quando falamos em Universitários do Bem falamos de família, de inserção no mercado de trabalho, estamos falando na Bolsa Universitária. Porque a grande preocupação é essa. Sabemos que hoje no Brasil temos 33% dos jovens fora do mercado de trabalho e é preciso que o governo e os políticos façam alguma coisa para ajudar. Acho que nada insere melhor um jovem no mercado de trabalho do que a oportunidade de estudar, de fazer um curso superior”.

Probem

Segundo ela, a mudança do nome para Universitário do Bem (Pró Bem), com esses novos critérios, está ancorada em estudo atualizado em conjunto com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (Fapeg) e o Instituto Mauro Borges e dá oportunidade àqueles que estão inseridos no Cadastro Único (CadÚnico), que é nacional, e define a condição social das famílias nele inseridas.

Para Rúbia, o processo de escolha será mais inclusivo, porque a Bolsa Universitária levava em consideração a renda familiar, no máximo de seis salários mínimos, para a bolsa parcial, e três salários mínimos, para a bolsa integral. “O Probem vai considerar a vulnerabilidade da família, as condições de vida dela, com informações retiradas do CadÚnico, que é nacional, onde consideraremos qualidade de moradia, dificuldade de acesso à educação, que depende dos programas de transferência de renda, como o Bolsa Família”, assinalou, acrescentando que com isso se evita fraude, facilita a legitimidade do processo, sem apelo ou interferência política e agiliza o processo.

Mudanças

Informou que o programa atual prevê uma bolsa de R$ 300,00, como valor absoluto, que pode variar até R$ 500,00, e novo programa vai custear 50% das mensalidades até o limite de R$ 650,00. “A média hoje de cobertura é de 35% e muitos estudantes terão elevado o valor da cobertura da mensalidade. Na verdade, os que já estão lá não terão prejuízo, ao contrário, serão beneficiados”, assinalou.

Confirmou que todos os universitários que têm a Bolsa Universitária continuam no Probem, sendo migrados automaticamente, e os valores aumentam e passam a ser percentuais. “Com o Probem, para a maioria dos cursos, haverá um limite de R$ 1.500,00 e, para Odontologia e Medicina, a parcial será de R$ 2.900,00 e a integral até o limite de R$ 5.800,00. Hoje, um aluno de Medicina que não tem a bolsa integral recebe apenas R$ 300,00, o que é praticamente nada”, explicou. Informou também que a próxima seleção está prevista para o semestre que vem, dependendo da aprovação do projeto. Para mais informações, conclamou as pessoas a entrarem em contato com a OVG pela internet, através do site ovg.org.br, ou pelo telefone 3201.5391.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.