Aumento de 21,4% na safra 2021/22 pode colocar Goiás em 3º lugar na produção nacional

Estado deve colher 29,8 milhões de toneladas de grãos e fibras, aponta o último levantamento realizado pela Conab

A estimativa de produção agrícola de Goiás na safra 2021/22 é de 29,8 milhões de toneladas de grãos e fibras, conforme o último levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em valores porcentuais, o avanço é de 21,5%, representado principalmente pelo aumento da área plantada, incremento da produtividade e recuperação de perdas ocorridas no ano anterior, por causa de variações climáticas.

Em entrevista nesta quarta-feira (16) ao Jornal Brasil Central, o superintendente de Produção Rural Sustentável da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Donalvam Moreira, comemorou os resultados que, se confirmados, podem colocar Goiás como o terceiro maior produtor nacional, superando o Estado do Rio Grande do Sul e ficando atrás somente de Mato Grosso e Paraná. “São números muito positivos, com destaque para a soja, com previsão de colher 15 milhões de toneladas, e milho, com safra de 13 milhões de toneladas”, enfatizou.

Já o coordenador institucional do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás, Leonardo Machado, avaliou que a safra recorde traz ganhos econômicos significativos para o Estado, especialmente pelo crescimento da produção de soja e milho, duas culturas que trazem divisas e geram emprego e renda para os goianos.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.