Aumentam os casos da variante Delta do coronavírus e Saúde recomenda cuidados

Superintendente de Vigilância Sanitária da Secretaria Estadual de Saúde, Flúvia Amorim, reforça a necessidade de ampliar os cuidados sanitários e aplicação das duas doses da vacina

O Estado de Goiás já contabiliza 14 casos confirmados de pessoas acometidas pela variante Delta do novo coronavírus, constatados principalmente em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Entorno do Distrito Federal. A informação foi dada pela superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde, Flúvia Amorim, no Jornal Brasil Central Edição da Noite, na terça-feira, 24. Ela informou ainda que, em Aparecida de Goiânia, a variante Delta já se caracteriza como transmissão comunitária.

“Temos visto o avanço da Delta no Rio de Janeiro, onde já é predominante, e também no Distrito Federal. Por isso é fundamental manter todos os cuidados sanitários recomendados também para as variantes Alfa e Gama (esta última a mais comum no Brasil), para evitar o aumento da transmissão e do agravamento dos casos, já que a Delta é mais transmissível e mais agressiva”, asseverou Flúvia Amorim. Ela voltou a insistir com as pessoas para que tomem as duas doses da vacina, pois somente a conclusão do processo é garante a imunização.

Conforme ainda a superintendente, a mutação dos vírus é um processo comum. Quanto mais pessoas se contaminam com determinada variante, maior o risco de transmissão, além da possibilidade de novas mutações ocorrerem, já que o vírus desenvolve formas de sobrevivência. Flúvia Amorim explicou que os cuidados sanitários são os mesmos diante de todas as variantes do vírus: higienizar as mãos, evitar aglomerações, manter o distanciamento e usar máscaras. “A pandemia não acabou e não podemos nos descuidar”, concluiu.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.