Aluguel Social já beneficia mais de 35 mil famílias em Goiás

Com R$ 350 mensais, famílias em situação de vulnerabilidade social recebem o cartão do Programa Pra Ter Onde Morar, que dá direito à ajuda por 18 meses

Criado pelo governo de Goiás e executado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), o Programa Pra Ter Onde Morar - Aluguel Social segue a todo vapor. O benefício de R$ 350 por mês para famílias em vulnerabilidade financeira, que não possuem casa própria, está presente em 66 municípios do Estado e há previsão de expansão já em 2023. “O programa tem alcançado números expressivos e caminha muito bem para a meta de atingir 40 mil famílias até o final do ano. O benefício tem conseguido assistir famílias vulneráveis e livrá-las do drama do aluguel, que poderia comprometer itens essenciais do grupo familiar”, disse Pedro Salles, presidente da Agehab. É o que mostrou a matéria veiculada no O Mundo em Sua Casa desta terça-feira, 11. 

Com o benefício, as mães de família ganham um alívio no orçamento de casa. A dona Antônia é um exemplo. “É um programa muito bom que chegou na hora que eu mais precisava. Esse auxílio tem me ajudado muito com a renda familiar, na alimentação da minha casa. Supriu mais os alimentos na  mesa para mim e para o meu filho”, contou Antônia Mendes, beneficiária do programa. 

Além de chegar a esse número ousado de 40 mil famílias beneficiadas até o final do ano, o presidente da Agehab trabalha em outra frente, que é a da fiscalização. Se for constatado que uma família falsificou dados e que realmente não precise do benefício, ela irá perdê-lo. Para participar do programa é preciso ter mais de 18 anos, ter inscrição no CadÚnico e morar no município há no mínimo três anos. Para mais informações, acesse o site da Agehab.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.