Agenor Mariano fala à TBC sobre saída do MDB da prefeitura de Goiânia

Em entrevista ao Jornal Brasil Central, o ex-secretário municipal de Planejamento Urbano disse que o prefeito tem sido “desleal” ao grupo que o elegeu

O MDB anunciou nesta segunda-feira, 5, a saída coletiva de 14 secretários da gestão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), que assumiu a prefeitura com a morte do candidato eleito Maguito Vilela, vítima de Covid-19 em janeiro deste ano.

O agora ex-secretário de Planejamento Urbano, Agenor Mariano, falou sobre o racha político em entrevista ao Jornal Brasil Central (JBC) nesta segunda-feira, 5. Na entrevista, Mariano disse que o descontentamento começou com as mudanças no secretariado iniciadas pelo prefeito. Antes da saída coletiva de hoje, Rogério Cruz já havia trocado sete secretários na administração.

Os emedebistas acusam o prefeito de “abandonar o projeto de governo de Maguito Vilela” e de transferir poderes de sua competência para subordinados indicados pelas direções partidárias do Republicanos em nível estadual e federal. Questionado sobre como ficará a relação do prefeito com os vereadores do MDB, Mariano disse que este seria um assunto a ser tratado pelo presidente estadual da legenda, Daniel Vilela.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.