Advogada comenta no TBC 1 revogação de portaria que previa Covid-19 como doença ocupacional

Para Caroline Santos, a medida dificultará a busca do trabalhador por benefícios previdenciários em caso de contaminação no local de trabalho

A advogada Caroline Santos e a apresentadora Michelle Bouson, nos estúdios da TBC

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, revogou nesta quarta-feira, 2, uma portaria publicada um dia antes que previa a inclusão da Covid-19 como doença ocupacional. Com o recuo, agora o trabalhador terá que comprovar que contraiu a doença no ambiente de trabalho para ter direito a benefícios como estabilidade temporária, auxílios previdenciários e indenização.

Para comentar o assunto, o telejornal TBC 1 desta quinta-feira, 3, contou com a participação, por videochamada, de Caroline Santos, advogada especializada em Direito da Saúde. Ela conversou com a apresentadora Michelle Bouson e disse que avaliação médica e exames específicos podem auxiliar os trabalhadores nesses casos, bem como a observância de surtos internos na empresa, o que caracterizaria contaminação no ambiente de trabalho.

Saiba mais detalhes na entrevista completa:

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.