RBC FM e Rádio Brasil Central AM vão entrar na era da multiplataforma

Estúdios das rádios estão em reforma e pessoal da redação e da produção será integrado

As estruturas das emissoras de rádio da Agência Brasil Central – Rádio Brasil Central AM e RBC FM – estão em reforma. O propósito é prepará-las para transmitir suas programações no novo ambiente digital com os avanços tecnológicos na área de comunicação.

Os estúdios passarão por obras de readequação para que as rádios possam transmitir por meio de várias plataformas e para diversos tipos de público. O pessoal da redação de telejornalismo e da produção dos programas será integrado, com o intuito de melhorar o ambiente de trabalho.

A coordenadora de Jornalismo das Rádios, Francielly Oliveira, conta que a integração da redação e da produção vai reunir, em um mesmo espaço, e em seus respetivos turnos, cerca de 30 profissionais. Com essa integração, ela acredita que a produtividade também aumentará. “A redação não passava por uma reforma há muitos anos. Esta reforma será um legado muito importante para melhorar a energia e autoestima dos servidores que trabalham na redação, que já estava com o ambiente desvalorizado há muito tempo”, completa.

Digitalização

O gerente das Rádios, Fernando Losi, informa que a readequação dos estúdios vai levar as rádios para era digital. “Daqui a alguns anos a transmissão por radiofrequência vai acabar”, afirmou o gerente. Ele destaca que também haverá a transmissão por streaming (tecnologia de transmissão de conteúdo multimídia on line), o que vai permitir o acesso a vários tipos de público e programação variada. Conforme Fernando, a rádio vai se tornar uma plataforma de serviços.

Com esse pensamento, destacou, as readequações estão preparando as Rádios Brasil Central para o futuro, ao formular projetos de novos estúdios, de forma a torná-los mais modernos e preparados para realizar transmissão ao vivo pela internet, de podcast e em outras plataformas; e se tornando mais jornalística do que musical. E tudo isso já pensando na chegada da tecnologia 5G, que por ser altamente veloz, vai abrir novas possibilidades para o meio rádio e seus usuários.

O diretor de Gestão Integrada, Wagner Oliveira Gomes, ressaltou após a reforma estrutural começa o processo de integração das rádios com a TV, as redes sociais e o mundo da internet, através da plataforma IP. “Tudo tem de acontecer de forma tempestiva, tanto o novo estúdio da Rádio FM como a nova a redação de jornalismo e produção. E isso está sendo feito de modo adequado. Nosso papel é fazer isso com muita diligência e a maior brevidade possível, respeitando as questões legais”, declarou. Wagner disse acreditar que que em 60 dias será possível efetuar todas as contratações para atender esse projeto.

Melhorias

De acordo com o presidente da ABC, Reginaldo Júnior, além de melhorias e aumento extraordinário na programação da TV e das rádios, o objetivo é propiciar melhores condições de trabalho aos servidores que levam informações de qualidade ao cidadão em Goiás.

“A redação da rádio está praticamente dobrando de tamanho e passa a ser totalmente integrada para agilizar a informação”, destaca. A nova redação, inclusive, terá acesso direto ao jardim de inverno, tornando o ambiente mais arejado e agradável para o trabalho. Acrescentou que a modernização dos estúdios das rádios da ABC vai garantir seu pleno funcionamento e novas oportunidades, diante do advento de novas tecnologias.

“A agência Brasil Central com apoio do Governador Ronaldo Caiado e do Secretário de Comunicação Tony Carlo tem vivido um momento único valorizando quem trabalha aqui,  e respeitando ao cidadão que se informa através do nosso trabalho”, ressaltou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.