ABC Digital contribui para emissoras ampliarem presença nas redes sociais

Notícias sobre a pandemia do coronavírus veiculadas em março pela TBC e rádios Brasil Central e RBC FM nas mídias digitais tiveram grande repercussão

Neste período de pandemia do novo coronavírus, que colocou a maioria da população do planeta em isolamento social, os internautas estão acessando muito mais as redes sociais, buscando informação e entretenimento. Entretanto, o risco de proliferação das fake news, ou notícias falsas, disseminando a anti-informação, é muito maior e pode causar efeitos desastrosos.

Para combater a proliferação de inverdades, as emissoras da Agência Brasil Central (ABC) – TV Brasil Central e rádios Brasil Central e RBC FM - estão atuando firmemente na produção de conteúdo jornalístico de qualidade. Esses veículos contam também com o apoio da ABC Digital, área da Agência que atua diretamente na plataforma digital, com as mídias sociais (Instagram, Facebook, Twitter e Youtube).

Conforme a coordenadora das Redes Sociais da ABC Digital, Joice Prado, a busca por informações a respeito da pandemia por parte dos internautas contribuiu para que as mídias digitais da Agência registrassem em março último grande crescimento com números orgânicos. “No Instagram, conseguimos atingir mais de 5 mil seguidores no perfil da TV Brasil Central”, informa Joice. Segundo ela, no período de 23 de março a 1º de abril houve um total de 20 mil impressões, que significa a quantidade de vezes que as pessoas visualizaram a publicação.

Na página da TV Brasil Central no Facebook, acrescenta a coordenadora, foi verificado um cenário engajado pelas lives com o governador Ronaldo Caiado, que estão sendo realizadas desde o dia 22 de março, com um alcance de 59 mil de publicação, 315% a mais em engajamento. Em apenas um dia foram obtidos 210 novos seguidores. A página do Facebook da Rádio Brasil Central foi destaque em março, com alcance de 182 mil em publicação, 79 mil em engajamento e 239 novas curtidas na página, informa Joice Prado.

Para ela, os números registrados em março mostram que é importante investir nas redes sociais, em site e em aplicativos que vão informar o público, tudo com base no trabalho das equipes de jornalismo da TV e das Rádios da ABC. “Este é o melhor momento para informarmos. Creio que a informação ainda é o melhor medicamento para combater a pandemia da Covid-19, até os cientistas encontrarem a cura”, conclui.

Youtube

O canal do Youtube da TBC alcançou os primeiros 20 mil inscritos e tem ganhado em torno de mil seguidores por semana, um resultado positivo. O coordenador de Jornalismo da TV Brasil Central, Dyego Spíndola, ressalta o trabalho que a equipe da ABC Digital vem fazendo há algum tempo, mas principalmente agora, nesse tempo de pandemia, que é o de colocar no Youtube as matérias, todo o conteúdo produzido pelo telejornalismo, quase que imediatamente após ir ao ar.

“As matérias (produzidas pelas equipes da reportagem da TBC) vão para a Internet ainda quentes. Isso faz com que a quantidade de visualizações (no Youtube) aumente, e isso é muito importante”, avalia Dyego. Segundo ele, essa é a principal forma de combater as fake news, fazendo o bom jornalismo. Ele citou que, nos últimos 15 dias, somente quatro reportagens da TBC sobre a pandemia do coronavírus postadas no Youtube totalizaram mais de 240 mil visualizações.

Segundo a coordenadora da ABC Digital, Isabel Dias, o bom resultado obtido em março é “o resultado da dedicação da equipe e da agilidade de sempre postar (as reportagens) depois que o telejornal vai ao ar. “A notícia está fresca ainda”, afirma. Isso com as melhores técnicas para obter os resultados nas redes sociais, acrescenta.

Plataformas digitais

O presidente da Agência Brasil Central, José Roberto Leão, ressalta que a ABC Digital foi criada para atuar nas plataformas digitais, que são onde mais cresce o número de participantes nos meios de comunicação social. “A divulgação das notícias produzidas pelas equipes de reportagem da TBC e das Rádios no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Twitter estão contribuindo para combater as fake news e levar as informações verídicas aos internautas. Esse público é formador de opinião, e tão importante, principalmente em um momento tão delicado como o que vivemos hoje, de pandemia”, declarou.

Ele destaca as lives do governador Ronaldo Caiado e o grande número de pessoas alcançadas, envolvimentos, compartilhamentos e visualizações registrado durante essas apresentações por meio virtual. O conteúdo dessas lives, inclusive, tem repercutido nos jornais, rádios e sites noticiosos de Goiás. Lembra que esta é uma importante ferramenta que o Governo do Estado está utilizando para orientar os cidadãos nesse momento de incerteza.

Conheça as redes sociais da ABC e de seus veículos

Agência Brasil Central

Rádio Brasil Central

RBC FM

TV Brasil Central

ABC Digital