HOME

INSTITUCIONAL

DIÁRIO OFICIAL

TV BRASIL CENTRAL

Notícia

No O Mundo em Sua Casa, Caiado fala de uma nova concepção administrativa baseada no respeito ao cidadão e ao dinheiro público
Publicado em: 2019-07-19 15:15:08

Ao participar hoje (19/7) da última meia hora do programa O Mundo em Sua Casa, das 8:00 às 8:30 horas, nas Rádios Brasil Central AM e RBC FM, o governador Ronaldo Caiado fez um balanço dos primeiros 200 dias de sua gestão à frente do governo de Goiás, confirmando que trabalhou para estancar os gargalhos financeiros e fiscais, encaminhar uma nova concepção administrativa, baseada no respeito ao cidadão e ao dinheiro público e com foco também em uma perspectiva de um trabalho sério e que seja promissor para o desenvolvimento do Estado.

Entrevistado pelos comandantes do programa, os jornalistas Marcelo Cabral e Alcione Soares, Caiado fez questão de recordar à população como recebeu o governo de Goiás, com uma grave situação fiscal, uma dívida de R$ 6,1 bilhões e a estrutura toda sucateada. Segundo ele, tudo está sendo feito agora para a reconstrução da estrutura do governo e que nada se resolve da noite para o dia, mas que ele está empenhado num sério e dedicado trabalho de resgate.

Afirmou que as primeiras medidas foram o corte de comissionados, diminuição dos incentivos fiscais, revisão de contratos para gerar economia, “diminuindo o custo do Estado no bolso do cidadão”. Nesse período, segundo ele, houve um intenso trabalho de combate à corrupção e o desmantelamento de “máfias que estavam instaladas na estrutura do governo”, citando como exemplos o Ipasgo e o Detran. “Os goianos estamos indignados com o quanto assaltaram o Estado de Goiás, esquecendo a Saúde, a Segurança e tudo o mais”, observou.

Caiado citou conversa que teve com o empresário Otávio Siqueira, presidente da Adial, que apresentou uma dívida de adiantamento que fez ao governo passado de R$ 450 milhões para pagar salário e não pagaram. “A cada momento que você mexe numa gaveta, vem um problema. Além de dar esses subsídios todos, ainda faziam empréstimos junto aos empresários, uma prática que não é normal se não for publicizada e assumimos mais uma dívida”, afirmou, acrescentando que, com a transparência e a segurança que ele implantou agora, os empresários passaram a confiar e já há muitos querendo se instalar em Goiás.

Segundo Ronaldo Caiado, o governador não deve ser “caixinha de segredo” e, sim, falar aquilo que está acontecendo para adquirir a confiança dos empresários, dos servidores e da população em geral. Disse que ontem falou com empresários do Rio Grande do Sul, da maior empresa da biodiesel do mundo, que se interessaram em vir a Goiás conhecer e se instalar aqui, ao invés de irem para o Paraguai, como era propósito.

“Essa situação faz com que você ganhe credibilidade, o empresário percebe que você não está escondendo nada e nem planejando nenhuma armadilha pra ele. E, com isso, que Goiás, com todas as dificuldades, ainda é o 1º lugar no Caged (geração de empregos formais) e já temos aí mais de 26 empresas que já assinaram carta de intenção com o Estado de Goiás para se instalarem aqui”, acrescentou Caiado.

Reforma Saci Pererê - Ele falou também do empenho para inserir estados e municípios no texto da reforma da previdência, em tramitação na Câmara dos Deputados. Disse que não conseguiu ainda na primeira votação. Do jeito que está, afirmou, essa “é uma reforma Saci Pererê, porque a União não atende o cidadão. Quem chega ao cidadão é o município, é o Estado, é quem está ali à frente dos problemas”. Mas se disse otimista, mesmo a inclusão de estados e municípios não entrando no texto aprovado na Câmara: “Eu acredito que os estados e municípios serão incluídos no projeto no Senado Federal. Vejo com isso, também, uma maneira de sensibilizar os deputados federais para não retirarem novamente o que o Senado deverá incluir. Objetivamente, hoje, nós temos que tirar do Tesouro de Goiás R$ 200 milhões todo mês” para pagar aposentados e pensionistas.

Respondeu também à pergunta sobre o encaminhamento que está dando à área da Saúde do Estado. Confirmou o importante trabalho da bancada federal de Goiás, com os recursos do orçamento impositivo, carreando para vários investimentos nessa área. “Agora mesmo, acaba de chegar uma emenda de R$ 8,5 milhões para a Secretaria da Saúde, destinada aí ao Materno Infantil, do deputado Zacharias Calil. Tem o deputado Zé Nelto que colocou emendas para o hospital de Águas Lindas e também para o hospital de Uruaçu e também o deputado Zé Mário”, acrescentou, informando que o hospital de Águas Lindas “já foi inaugurado de mentirinha umas cinco vezes”, e ainda que está lutando bravamente para inaugurar a Policlínica de Posse e a dificuldade que há é em levar energia elétrica para que ela funcione, e aí fez duras críticas à atuação da Enel.

Sobre as ações em defesa da preservação do meio ambiente, especialmente no rio Araguaia, o governador Ronaldo Caiado ressaltou o trabalho feito por todos os veículos da Agência Brasil Central: “Eu quero agradecer à Rádio Brasil Central, à Televisão Brasil Central, e estender os cumprimentos também à TV Record, que instalaram também uma base lá na praia”, veículos que deram espaço para divulgar o Araguaia e a temporada de veraneio e que o Governo do Estado está com uma estrutura aprimorada lá para atendimento do turista, dando proteção e segurança.

Foto: Lucas Diener

   

ABC- Agência Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62) 3201-7600
© Copyright 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.

Privado