HOME

INSTITUCIONAL

DIÁRIO OFICIAL

TV BRASIL CENTRAL

Notícia

Noite das Sinfonias com a Orquestra Filarmônica de Goiás
Publicado em: 2019-04-24 19:23:45

A Orquestra Filarmônica de Goiás apresenta nesta quinta-feira, 25, a Noite de Sinfonias. Estão no programa as sinfonias nº 5 de Haydn, a nº 8 de Schubert e a nº 3 de Berwald.

A apresentação acontece pontualmente às 20h30 no Centro Cultural Oscar Niemeyer. A entrada é gratuita.

Sobre os compositores

Frequentemente ao nome de Haydn junta-se o epíteto “o pai da sinfonia”. Tal título não lhe é devido apenas pelo enorme número de peças do gênero, mas principalmente porque ele ajudou a sedimentar o número de movimentos, o tipo de sonoridade e a escrita harmônica que viriam a pavimentar o caminho dos grandes sinfonistas do Romantismo.

Assim como Haydn, Schubert nasceu na Áustria e foi influenciado pelo cenário cultural do país. Apesar da alma boêmia e de sua vida breve em decorrência da sífilis, o compositor deixou um poderoso legado ao cenário musical: se aperfeiçoou no gênero lieder, no qual seria imbatível: a canção lírica, cantada.

Estima-se que ele tenha composto cerca de 600 lieders baseados em textos de Shakespeare, Heine e Goethe, entre outros autores. Essas canções fariam enorme sucesso de público e de crítica, a ponto de seu autor ter sido considerado, posteriormente, o maior poeta lírico da música universal.

O compositor sueco Franz Berwald também integra o programa do terceiro concerto do ano da Filarmônica de Goiás. Berwald não era dado a excessos expressivos, a sua formação era eminentemente clássica. Ainda assim, compunha obras repletas de originalidades. Sua formação é moldada numa concepção artística que se inscreve na tradição germânica, com particulares afinidades a Mendelssohn e Schumann.

Fonte: Facebook da Orquestra Filarmônica de Goiás

Foto: @rafaellapessoamusic

   

ABC- Agência Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62) 3201-7600
© Copyright 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.

Privado