HOME

INSTITUCIONAL

DIÁRIO OFICIAL

TV BRASIL CENTRAL

Notícia

Mudanças na RBC fazem concorrência se mexer e copiar formatos
Publicado em: 2018-03-09 17:40:05

Mudanças recém-implementadas no departamento de jornalismo da Rádio Brasil Central (RBC) e na maneira como ela informa os seus ouvintes forçaram a concorrência a se mexer. A rádio CBN Goiânia, por exemplo, começou a publicar vídeos produzidos por ouvintes em suas redes sociais - uma inovação trazida semanas atrás pela emissora estatal.

A nova RBC resgatou o que existe de melhor no jornalismo: notícias em 1ª mão, repórteres que acompanham in loco os fatos mais importantes do dia e cobertura em tempo real. A emissora transmite o mais tradicional programa radiojornalístico do Estado, que em pouco tempo virou também o mais ouvido.

O mesmo processo acontece também na TV Brasil Central e em sua relação com os canais concorrentes. A TBC criou, por exemplo, os boletins jornalísticos de hora em hora e os vídeo-selfies produzidos por repórteres nos locais onde os fatos acontecem - o que deu maior agilidade ao jornalismo da emissora. Ato contínuo, a TV Anhanguera copiou os formatos.

O responsável por estas mudanças é o jornalista João Bosco Bittencourt, que há semanas assumiu a presidência da Agência Brasil Central (ABC), órgão do Estado de cuida da TBC e da RBC. Além de cobrar um jornalismo mais dinâmico, João Bosco também determinou que se abrisse espaço a agentes públicos de todos os partidos, sejam eles aliados do governador Marconi Perillo (PSDB) ou não.

A RBC entrevistou o senador Ronaldo Caiado (DEM), o líder da oposição na Assembleia, José Nelto (MDB), e o deputado estadual Paulo Cézar Martins (MDB), para citar três casos. A TBC abriu espaço para o vereador Jorge Kajuru (PRP), para Nelto e para o prefeito Iris Rezende (PMDB), além de ter feito convite a Caiado.

   

ABC- Agência Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62) 3201-7600
© Copyright 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.

Privado