HOME

INSTITUCIONAL

DIÁRIO OFICIAL

TV BRASIL CENTRAL

Notícia

Neste banco, o depósito é a continuidade da vida!
Publicado em: 2017-10-09 16:53:09

Você deve conhecer alguns tipos de bancos. Onde se guarda dinheiro, sêmen, sangue e até leite materno. Mas um banco onde se guarda sementes, você já ouviu falar? Pois é, e eles existem e são muitos. Alguns pequenos e, outros imensos onde são guardadas as sementes de espécies vegetais de todos os biomas do planeta. O mais conhecido deles provavelmente seja o de Svalbard, na Noruega.

Conhecido como a “Arca de Noé das espécies vegetais do mundo”, não chega a ser o maior, mas ganhou notoriedade mais que qualquer outro, e chamou a atenção do mundo para os perigos da extinção de espécies, principalmente do processo de degradação dos biomas causado pela ação humana.

Mas em nosso quintal, aqui no cerrado, temos também exemplos de bancos de sementes, e de como cada um cumpre sua função. O programa Conexão Ambiental visitou e conheceu as particularidades do banco do ITS, Instituto do Trópico Sub-Úmido, da PUC-Goiás. A professora Marilda da Conceição nos levou a um passeio pelos bosques do ITS para conhecer o trabalho realizado pelo Laboratório de Sementes. Conhecemos um trabalho muito curioso e de extrema importância que é a guarda e disseminação das sementes crioulas feito por André Verneck, do Jardim Vital.

Finalizando, o que para nós foi uma aventura, você vai conhecer o banco de sementes da Embrapa Feijão e Arroz, próximo a Goiânia. São milhares de amostras de arroz e feijão de centenas de países, guardadas em câmaras frias para conservação. A forma como os biomas em todo o mundo são devastados, justifica-se, em parte a existências desses centros de pesquisas que vão muito além de guardar sementes. O clima, de forma natural, passa por transformações. Preservar estes exemplares e pesquisa-los, é a garantia de continuidade de cada espécie.

Por fim, agradecemos e dedicamos este programa ao pesquisador Dr. Jaison Pereira, que nos recebeu com extremo carinho e nos levou a diversos espaços de pesquisa da Embrapa, nos mostrando como é feito a pesquisa em arroz. Na semana seguinte às gravações rebemos a notícia de seu falecimento, que nos deixou tristes. A paixão com que o Dr. Jaison demostrou seu trabalho, nos faz perceber a importância da pesquisa neste país tão sacrificado por ausências de políticas estruturantes. Da equipe do Conexão Ambiental fica nosso agradecimento por conhecer tão nobre pesquisador e, tão apaixonado ser humano pela pesquisa brasileira.

   

ABC- Agência Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62) 3201-7600
© Copyright 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.

Privado