HOME

INSTITUCIONAL

DIÁRIO OFICIAL

TV BRASIL CENTRAL

Notícia

Bandas marciais de oito escolas estaduais vão desfilar no 7 de setembro
Publicado em: 2017-09-05 17:29:31

Aproximadamente 750 estudantes da rede pública estadual, integrantes de bandas marciais, participam nesta quinta-feira, dia 7, do tradicional desfile cívico-militar em comemoração à Independência do Brasil, uma das principais datas históricas do País.

O desfile será a partir das 8h30, na Avenida Tocantins, entre Praça Cívica e Rua 4, Setor Central, em Goiânia. O desfile começa com as tropas militares e as bandas marciais encerram a tradicional festa popular.

Coordenadas pelo Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, unidade Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), vão participar oito bandas de escolas estaduais: CPMG Ayrton Senna, C. E. Edmundo Pinheiro de Abreu, C. E. Francisco Maria Dantas, CPMG Hugo de Carvalho Ramos, C. E. Jardim América, C. E. José Lobo, C.E. Roberto Civita e CPMG Vasco dos Reis.

O desfile de 7 de setembro faz parte da programação da Semana da Pátria, oficialmente aberta pelo governador Marconi Perillo no dia 1º, às 7h30, em frente ao Palácio das Esmeraldas, na Praça Cívica, com a presença da Secretária Raquel Teixeira e de diversas autoridades civis e militares.

A Seduce orienta que, por conta do período de forte calor e clima seco, característicos dessa época do ano, é importante que o público se prepare para o evento bebendo bastante líquido, utilizando protetor solar e guarda-sol.

Civismo

O desfile cívico de 7 de setembro é uma das principais oportunidades que os estudantes têm para mostrar à população o aprendizado adquirido nos ensaios diários e nas aulas de música na escola ao longo do ano. É também o momento em que se reforçam o civismo a cultura e a tradição das bandas marciais.

Conforme o musicólogo, professor e um dos maestros da Orquestra Filarmônica de Goiás, Marshall Gaioso, os projetos de bandas marciais nas escolas são os maiores responsáveis pela revelação de novos talentos musicais absorvidos pelas orquestras, bandas sinfônicas, bandas militares e demais grupos musicais profissionais. “Além de despertar o gosto pela música, o trabalho de ensino musical nas escolas produz novos especialistas que compõe os instrumentos de metais, palhetas e percussão de variados grupos musicais espalhado por todo País”.

Marshall conta ainda que outra importante característica deste trabalho é a inclusão social, respeito às diferenças, coletividade e acesso às universidades. “A maior parte dos estudantes de Licenciatura em Música nas Universidades de Goiás vem das bandas marciais, sendo este um dos caminhos mais eficientes para a profissionalização e inclusão social dos estudantes,” comenta.

“É importante sempre valorizar e investir neste trabalho. Além do contexto pedagógico alcançado por meio de aulas, da rotina planejada e do ensino técnico-instrumental e teórico, as bandas nas escolas são um verdadeiro exercício à cidadania, proporcionando a formação plena dos estudantes, estimulando seu senso crítico, o trabalho coletivo, voluntariado, disciplina, ensinando e harmonizando o convívio entre os alunos independentemente de suas diferenças sócio culturais”, concluiu o maestro.

Fonte: Goiás Agora / Comunicação Seduce

   

ABC- Agência Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62) 3201-7600
© Copyright 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.

Privado