#BrasilCentral70Anos – Grandes nomes da Rádio Brasil Central contam histórias marcantes da emissora

Jerônimo Rodrigues e Sílvio José participaram do radiojornal O Mundo em sua Casa

Gil Bomfim, Sílvio José, Augusto César e Jerônimo Jerônimo Rodrigues nos estúdios da Rádio Brasil Central

O radiojornal O Mundo em sua Casa abriu a programação especial do aniversário de 70 anos da Rádio Brasil Central, completados nesta terça-feira, 3. O programa contou com a participação especial de dois grandes nomes que marcaram a história da emissora: o radialista e mestre de cerimônia Jerônimo Rodrigues, o Jerominho, e também o radialista e jornalista Sílvio José. Os dois participaram ativamente da apresentação do noticiário, narrando as notícias e fazendo comentários, ao lado dos apresentadores Gil Bonfim e Augusto César.

Jerominho relembrou de quando entrou na rádio, em 1959, e como o veículo era ainda a principal fonte de notícias para a maioria da população. “O início do programa era dedicado apenas a dar recados. Era a dona Francisca, do interior, falando que chegou bem de viagem, para tranquilizar a família, por exemplo. Só depois de cinco minutos que começávamos com a parte jornalística de notícias”. Ele relembra ainda de grandes coberturas que narrou, como a morte do papa João XXIII e o assassinato do presidente dos Estados Unidos, John Kennedy. “A Brasil Central saiu na frente. Fomos pioneiros em noticiar a morte do Kennedy, em uma edição extraordinária. Recebemos a informação por meio de um teletipo (uma espécie de fax) e colocamos no ar. Logo depois, recebemos ligações do Brasil todo para saber mais sobre a informação”, atesta.

O radialista relata também da surpresa que teve ao receber o locutor do Repórter Esso nos estúdios da Brasil Central. “O Mundo em Sua Casa era apresentado à noite, das 21h às 21h30. Naquele dia, 21 de abril de 1960, Brasília havia sido inaugurada. O então diretor da rádio, Eli Mesquita chegou de lá, trazendo um convidado. Sem ser apresentado, Eron Domingues, um locutor conhecido nacionalmente pelo Repórter Esso, começa a falar sobre a recém-inaugurada capital federal. Foi uma surpresa. Não o conhecia pessoalmente, mas a sua voz era inconfundível”, rememora, ao relatar que permaneceu na emissora, até 1997.

José Calazans, Écio Santana, Jason Abrão, Jerônimo Rodrigues, Marcelo Cabral, Fernando Cozac e Sílvio José
Muitos anos de história no rádio em apenas uma foto: José Calazans, Écio Santana, Jason Abrão, Jerônimo Rodrigues, Marcelo Cabral, Fernando Cozac e Sílvio José (foto: Luzeni Gomes - Rádio Brasil Central)

Pioneirismo

Sílvio José, que também foi convidado da edição especial de aniversário do Mundo em sua Casa, esteve na rádio entre 1975 e 2009. “Fui repórter, locutor, apresentador. Aprendi muito ao longo desta trajetória. A Brasil Central transmite os valores goianos e traz para o Estado os acontecimentos nacionais e internacionais”. O jornalista também relembra com carinho das diferenças do jornalismo de quando começou. “Apresentava o Repórter BEG, um grande desafio por se tratar de 10 minutos de notícias, com apenas um locutor. As laudas eram datilogafadas e chegavam em cima da hora”, revive.

Sílvio foi o único jornalista a entrar no Hospital de Base, em Brasília, quando da internação do então presidente Tancredo Neves. “Cheguei até a UTI em que estava o presidente. De dentro do hospital eu ligava para a central da rádio e repassava o que tinha apurado. A equipe que estava do lado de fora pegava essas informações atualizadas e retransmitia”, detalha.

A edição especial do Mundo em sua Casa também contou com a participação de ouvintes e colaboradores da rádio, que enviaram mensagens parabenizando a emissora. Entre elas, Inácia Nascimento, de Anápolis, que enviou para a equipe uma foto de um antigo aparelho de rádio, que comprou especialmente para ouvir a programação. “A Brasil Central fez parte da minha infância e juventude. E ainda hoje faz parte do meu dia a dia”, arremata.

Programação especial

A programação especial pelos 70 anos da Rádio Brasil Central continua por toda a programação desta terça-feira. O programa Parada dos Esportes recebe, das 11 horas ao meio-dia, Jairo Rodrigues, o criador da equipe esportiva Escrete de Ouro, e Evandro Gomes, que comandou a equipe por mais de 20 anos.

No programa Show da Tarde, comandado por Daniel de Paula das 13 às 16 horas, o convidado especial será o radialista Sérgio Rubens. Ele começou a trabalhar na Rádio Brasil Central na década de 1960. Foi noticiarista, apresentador e repórter.

O Brasil Sertanejo, que tem apresentação de Ulysses Júnior no horário das 16 às 19 horas, terá a participação de João Veloso, da dupla Veloso e Velosinho. Veloso apresentou programa Na Beira da Mata por mais de 30 anos na Rádio Brasil Central.

ABC Digital